Corinthians ameaça não entrar em campo se for apedrejado

O Corinthians decidiu tomar uma decisão radical contra o rotineiro apedrejamento do ônibus da delegação alvinegra na chegada ao Morumbi. O clube enviou um ofício a Polícia Militar, ao promotor Paulo Castilho, à Federação Paulista de Futebol (FPF), e ao São Paulo, dono do estádio Cícero Pompeu de Toledo, com o aviso de que não tolerará um novo ato de violência. A promessa é não entrar em campo, caso o veículo corintiano volte a ser alvo de objetos.

A informação foi confirmada à Gazeta Esportiva pela assessoria do Corinthians na manhã dessa quinta-feira depois de publicação do Meu Timão.

O temor não é de hoje e a irritação dentro do Corinthians chegou ao limite no ano passado, quando pela segunda vez seguida os vidros das janelas do ônibus foram estilhaçados por pedras e latas de bebida, informa o Terra.

A ação do Corinthians acontece exatamente após o ônibus do Palmeiras ser atingido por um protesto violento de sua própria torcida, nesta quarta-feira, quando a delegação chegava ao Allianz Parque para um jogo da Copa Libertadores da América.

Corinthians e São Paulo decidem quem ficará com o título do Campeonato Paulista em dois jogos. O primeiro está marcado para o Morumbi e o segundo Majestoso para a Arena de Itaquera. Os clássicos estão agendados para os dois próximos domingos.

11/04/2019